sábado, 2 de novembro de 2019

Cultivo da Azedinha



Azedinha

A azedinha vem sendo consumida desde tempos remotos por gregos, romanos e egípcios, sendo ainda comercializada em alguns mercados europeus. 
O termo azedinha vem de seu sabor ácido, bem característico dessa espécie. Pode substituir o limão nos temperos para salada, por isso, também recebe o nome popular de “salada pronta”. 
Utilizada também em sucos, apresenta um sabor refrescante. Pode ser usada isoladamente e com outros tipos de hortaliças ou frutas.

Planta herbácea perene, da família Polygonaceae, nativa da Europa e do norte da Ásia. 
Na fase vegetativa atinge cerca de 20 cm de altura e forma touceiras com dezenas de propágulos. 
As folhas são simples, variando de arredondadas a lanceoladas, e a coloração de verde-claro a verde-escuro. 
A planta tem inflorescências em panículas terminais longas, atingindo até 50 cm de comprimento, de cor avermelhada, com flores pequenas.
Desenvolve-se bem em regiões de clima ameno, na faixa que vai do Rio Grande do Sul a Minas Gerais, mas pode ser plantada em outras regiões em períodos mais frescos do ano.



Plantio

O plantio deve ser feito em canteiros, podendo ser realizado o ano inteiro em locais de clima ameno, desde que haja umidade para seu desenvolvimento. 
As mudas são destacadas das touceiras, plantadas diretamente no local definitivo ou plantadas em recipientes para posterior transplante, após 3 a 5 semanas, seguindo o espaçamento de 20 cm a 25 cm entre plantas.
Por se tratar de planta perene, são exigidas regas no período seco do ano, 2 a 3 vezes por semana. Quando muito adensada, deve-se fazer o desmembramento dos propágulos das touceiras e a renovação do plantio. 
A colheita é feita a partir de 50 a 60 dias, retirando-se as folhas à medida que elas atingem tamanho superior a 10 cm. 
Por semana, produz de dois a três maços (com aproximadamente 100 g) por metro quadrado, obtendo-se uma produtividade média anual de 5 kg/m².

Conservação e usos

As folhas de sabor levemente ácido, característico da espécie, são consumidas cruas em saladas e sucos ou cozidas em sopas e molhos. 
Possui potencial antioxidante, que protege o organismo, e também é rica em minerais, como potássio, magnésio e ferro. Após colhida, possui vida útil curta, em torno de um dia.
Entretanto, quando embaladas e armazenadas a 5° C apresenta vida útil de até seis dias.

Receita

Suco de azedinha


Ingredientes
7 folhas de azedinha
½ litro de água
Açúcar, melado ou mel a gosto

Modo de preparo
1. Lave as folhas da azedinha, rasgue-as com as mãos e, em seguida, coloque no liquidificador. Adicione a água e bata até triturar bem.
2. Coe o líquido batido, adicione açúcar, melado ou mel e gelo. Bata novamente no liquidificador e sirva.


Nenhum comentário:

Postar um comentário