terça-feira, 22 de junho de 2021

PANCS: Major-Gomes (Talinum paniculatum) ou língua-de-vaca, benção-de-Deus

 

Major-Gomes (Talinum paniculatum)

Planta herbácea, ereta, suculenta, ramificada, com ramos de até 60 cm de altura. Interessante relato de agricultores do norte de Minas Gerais mostra que foi um dos únicos alimentos disponíveis na seca de 1963. Apresenta estrutura de reserva subterrânea, brotando no início da estação chuvosa. É normalmente coletada nos campos, sendo esporadicamente cultivada em hortas caseiras.

Nomes comuns – João-Gomes, língua-de-vaca, benção-de-Deus.

Família botânica – Portulacaceae.

Origem – Brasil, sendo encontrada em diferentes biomas, desde a Mata Atlântica do sul de Minas Gerais até o Cerrado de Tocantins ou do Oeste do estado de São Paulo.

Variedades – São plantas espontâneas, não sendo ainda comumente cultivadas; portanto, não há variedades sistematizadas. Observa-se, porém, variabilidade com relação a tamanho de folhas e coloração de flores (brancas, amarelas, rosadas e avermelhadas).

Clima e solo – Ocorre espontaneamente do interior de São Paulo ao estado de Tocantins. É extremamente rústica e adaptada a solos de baixa fertilidade.

Preparo do solo – Embora sejam comumente utilizadas como plantas espontâneas, iniciativas estão sendo feitas para o plantio de forma sistematizada em canteiros semelhantes aos usados para hortaliças folhosas como a alface.

Calagem e adubação – Por ser extremamente rústica e adaptada às condições de solo e clima do Brasil Central, produz em solos de baixa fertilidade e ácidos. Entretanto, responde quando conduzida em solos férteis e ricos em matéria orgânica.

Plantio – É feito por sementes, sugerindo-se o espaçamento de 0,2 x 0,2 m, mas também é viável a produção de mudas em bandejas. O plantio pode ser realizado o ano todo desde que com temperaturas superiores a 20ºC e sob condições de umidade.

Espontaneamente, brota no início do período chuvoso, entrando em dormência durante a estação seca.

Tratos culturais – Deve-se efetuar irrigação e capinas manuais quando necessário. Não há relatos da ocorrência de doenças importantes. Observa-se o ataque por pragas desfolhadoras, vaquinhas, idiamins ou gafanhotos.

Colheita e pós-colheita – Inicia–se cerca de 60 dias após a brotação ou semeadura, efetuando-se colheitas sucessivas da parte aérea por meses. As folhas carnosas (que tem até 5 cm de comprimento) são consumidas cruas quando novas ou refogadas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

CANAL DE VÍDEOS AGRÍCOLAS

CANAL DE VÍDEOS AGRÍCOLAS
CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E VISITE NOSSO BLOG COM MAIS DE 300 VÍDEOS AGRÍCOLAS DO NOSSO CANAL DO YOUTUBE